Tecnologia

Apple empata com Samsung no mercado global de smartphones

 Maçã's larger-screen iPhones seem to have gotten the company back in the game in a big way.

Parece que é pescoço a pescoço entre a Apple e a Samsung na corrida pelo campeão de smartphones. E a Apple tem impulso do seu lado.

A fabricante do iPhone com sede em Cupertino, na Califórnia, viu sua participação no mercado global de smartphones crescer para 20 por cento no quarto trimestre, ante 18 por cento no ano anterior, segundo a empresa de pesquisa Strategy Analytics. Ao mesmo tempo, as fortunas de sua rival sul-coreana foram para o outro lado, derrubando a empresa para aquele número idêntico de 20 por cento de 30 por cento um ano atrás.

Ambas as empresas registraram remessas de 74,5 milhões de smartphones no quarto trimestre, disse a Strategy Analytics, e a Samsung permaneceu em primeiro lugar em vendas em todo o mundo, considerando todo o ano de 2014.

A Samsung tem lutado para competir contra a Apple no mercado de telefones de última geração e contra recém-chegados como a Xiaomi no segmento de baixo custo. A Apple, em particular, tornou-se uma ameaça maior com seus dispositivos de tela maior, o iPhone 6 de 4,7 polegadas e o iPhone 6 Plus de 5,5 polegadas. Simplesmente querer uma tela maior não é mais motivo para comprar aparelhos da Samsung, e seus smartphones não conseguem atingir os preços baixos dos de fornecedores chineses e indianos.



Mais sobre Apple e Samsung

  • Problemas com smartphones da Samsung continuam com queda de lucro no quarto trimestre
  • A faca de dois gumes do iPhone: grandes vendas, grande risco para a Apple
  • Sete coisas que aprendemos com a chamada de ganhos do primeiro trimestre da Apple

Esse último ponto é importante porque mercados como a China estão cada vez mais onde a ação está. A Strategy Analytics disse que as remessas mundiais de smartphones cresceram 31 por cento, para um recorde de 380,1 milhões de unidades, no quarto trimestre de 2014 em relação ao mesmo período do ano passado, com 1,3 bilhão de smartphones sendo enviados globalmente em 2014 e 'crescimento muito forte em mercados emergentes como a China , Índia e África.'

E a Apple não parece estar tendo problemas nessas áreas. Durante a teleconferência de resultados da empresa na terça-feira, o CEO Tim Cook disse que as vendas do iPhone em mercados emergentes como Brasil e China Continental foram ' absolutamente deslumbrante ', mais do que dobrando ano a ano, o que, segundo o pesquisador IDC, é três vezes a quatro vezes o que esses mercados vinham fazendo.

É a primeira vez em três anos que a Apple está no topo do mercado global de smartphones, disse a Strategy Analytics, tendo visto essa posição ser usurpada pela Samsung.