Tecnologia

Atualização do aplicativo Google Tradutor disse para tornar a fala em texto ainda mais fácil

 google-translate.jpg

O aplicativo de tradução do Google será atualizado para reconhecer qualquer idioma falado popular e traduzi-lo automaticamente em texto, de acordo com um relatório do The New York Times.

Disponível no loja de aplicativos do Google e Loja de aplicativos da Apple , o aplicativo Google Tradutor oferece tradução falada e escrita em 90 idiomas. Você pode traduzir usando fala, caligrafia e até mesmo uma câmera. Já soa impressionante. Então, quais melhorias poderiam estar em andamento?

Atualmente você tem que escolher manualmente os idiomas de origem e destino. Mas a atualização vai reconhecer automaticamente qualquer idioma que esteja sendo falado , desde que seja popular, e depois traduza-o em texto escrito, informou o The Times no domingo. (A história não especificou os idiomas.) Ele disse que o Google também lançará em breve um serviço em que, se você segurar seu telefone em uma placa estrangeira, poderá ver uma tradução automática na tela.

Os aplicativos e serviços de tradução estão se tornando mais difundidos e mais portáteis. O Google oferece um recurso de tradução por meio dos resultados de pesquisa do site e diretamente pelo navegador Chrome. A Microsoft também oferece um tradutor Bing . Mas há uma necessidade crescente de aplicativos móveis que podem traduzir texto em tempo real e fazê-lo com a maior rapidez e precisão possível, um tradutor universal à la Star Trek. A precisão é a chave, pois usar computadores para traduzir certas frases e coloquialismos ainda é um desafio técnico.



No mês passado, a Microsoft lançou uma prévia pública de seu Serviço de tradutor do Skype , que pode traduzir conversas nos dois sentidos quase em tempo real. O repórter do New York Times que testou o tradutor do Skype descobriu que o serviço cometeu muitos erros, mas chamou de 'milagre fundamental' poder conversar em tempo real com alguém que fala um idioma diferente.

O Google não respondeu imediatamente ao pedido de comentário da CNET.