Tecnologia

Facebook disse ter discutido investimento com Xiaomi

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, considerou fazer um investimento na Xiaomi antes da rodada de financiamento de US$ 1 bilhão da fabricante chinesa de smartphones no mês passado, segundo a Reuters.

O investimento, que Zuckerberg discutiu com o CEO da Xiaomi, Lei Jun, durante um jantar privado em Pequim no mês passado, deveria trazer benefícios internacionais para ambas as empresas, mas nunca se concretizou, de acordo com Reuters , que citou fontes não identificadas.

Dizem que as negociações de investimento foram canceladas depois que Lei ficou preocupado com as consequências políticas para a empresa chinesa.

A Xiaomi se recusou a comentar. Os representantes do Facebook não responderam imediatamente a um pedido de comentário.



O investimento discutido foi descrito como não sendo muito grande, mas destaca o crescente interesse que as empresas de tecnologia dos EUA têm demonstrado na China. Embora o Facebook seja proibido na China, Zuckerberg não abandonou as ambições de expandir o gigante das redes sociais para o país mais populoso do mundo.

O investimento deveria ampliar o reconhecimento internacional da marca Xiaomi, que é líder na China, mas tem ambições no exterior. A Xiaomi está em alta ultimamente, saltando para a terceira posição entre os fabricantes globais de smartphones ao vender smartphones e tablets de baixo custo destinados a clientes preocupados com o orçamento em mercados como China, Indonésia e Índia. A empresa de 4 anos se tornou a startup de capital de risco mais valiosa do mundo no mês passado, quando garantiu US$ 1,1 bilhão em financiamento de capital de risco, dando-lhe uma avaliação de US$ 45 bilhões.

Apesar do rápido crescimento das vendas, a Xiaomi enfrenta obstáculos à expansão em mercados desenvolvidos devido a preocupações com a propriedade intelectual. A empresa também foi criticada pelas semelhanças entre seus dispositivos e os da Apple, com o chefe de design da Apple, Jony Ive, acusando a Xiaomi de 'roubo' de design.

Xiaomi vai lançar um novo smartphone topo de gama na próxima quinta-feira em Pequim , e a LEXO estará à disposição para cobrir o lançamento.

Steven Musil da CNET contribuiu para este relatório.