Casa

Intel mira casas conectadas com a compra da Lantiq

A Intel está expandindo sua investida no mercado de residências conectadas, concordando em comprar a Lantiq, empresa de redes domésticas e chips de banda larga.

A empresa com sede em Munique, na Alemanha, poderia ajudar a Intel a desenvolver suas tecnologias de casa inteligente, especialmente em gateways residenciais e roteadores inteligentes, que são usados ​​como hubs para conectar outros dispositivos em casa.

O acordo, anunciado segunda-feira , deve ser fechado nos próximos três meses, embora os termos não tenham sido divulgados. A Lantiq foi criada em 2009, quando a fabricante de chips alemã Infineon concordou em vender seu negócio de comunicações fixas para a empresa de private equity Golden Gate Capital, com sede em San Francisco, por 250 milhões de euros (US$ 280 milhões).

O acordo é uma pequena amostra de um grande esforço de muitas empresas de tecnologia para obter uma parte do mercado de casas inteligentes em rápida expansão. No ano passado, a Samsung Electronics comprou a fabricante de dispositivos domésticos inteligentes SmartThings por uma quantia não revelada, e o Google comprou a fabricante de termostatos inteligentes Nest por US$ 3,2 bilhões. Todas essas empresas estão apostando que as casas das pessoas em breve incluirão muito mais dispositivos conectados, por isso estão ocupadas fabricando aparelhos conectados à Internet e roteadores mais complexos.



A aquisição ocorre no momento em que a Intel, com sede em Santa Clara, Califórnia, vem trabalhando para superar seu principal mercado de computadores pessoais, que enfrentava declínio há anos, e para novas áreas em torno da Internet das Coisas, na qual praticamente qualquer coisa pode estar conectado à Web. Muitos dos acordos de Internet das Coisas da Intel no ano passado se concentraram em tecnologia vestível, com a empresa se unindo à relojoeira Fossil e à fabricante de armações de óculos Luxottica para criar novos dispositivos.

O segmento de Internet das Coisas da Intel já vem apresentando um forte crescimento, registrando uma receita 19% maior para US$ 2,1 bilhões em 2014. Esse negócio inclui produtos focados em casa inteligente, transporte, varejo e outras áreas.