Tecnologia

Monster processa Apple Beats por aquisição de fones de ouvido

A fabricante de equipamentos de áudio Monster entrou com uma ação contra a Beats Electronics, da Apple, alegando que os cofundadores da fabricante de fones de ouvido de última geração supostamente conspiraram para cortar a linha de fones de ouvido da Monster antes da Apple comprar a empresa no ano passado por US$ 3,2 bilhões.

Em uma reclamação ( PDF ) apresentado na terça-feira no Tribunal Superior do Condado de San Mateo, Califórnia, a Monster alega que a linha de fones de ouvido Beats by Dr. Dre foi desenvolvida em parceria com os cofundadores da Beats Jimmy Iovine e o rapper e produtor Dr. Dre. 'adquiriu fraudulentamente' a linha de fones de ouvido e sua tecnologia com uma cláusula de 'mudança de controle' quando a fabricante de telefones taiwanesa HTC adquiriu uma participação de 51% na Beats em 2011, privando a empresa de centenas de milhões de dólares.

'Se a parceria tivesse expirado em seus próprios termos, não haveria transferência da linha de produtos 'Beats By Dr. Dre' da Monster, incluindo todos os direitos de desenvolvimento, engenharia, fabricação, marketing, distribuição e varejo', alega a queixa. 'Os réus também fugiram com a cadeia de distribuição global da Monster, as principais relações de varejo e propriedade intelectual.'

Menos de um mês após a compra da HTC, a Monster alega que a Beats recomprou metade da participação que a HTC acabara de adquirir.



“Naquele momento, os réus haviam adquirido indevidamente uma empresa que havia sido construída em parceria com a Monster”, alega o processo.

No que Monster descreveu como um ato de 'traição corporativa', Dre e Iovine ganharam centenas de milhões de dólares quando vendeu a empresa para a Apple no ano passado por US$ 3,2 bilhões , de longe a maior aquisição da Apple até hoje.

LINKS RELACIONADOS

  • Apple fecha acordo de US $ 3 bilhões com a Beats e dá as boas-vindas à empresa 'para a família'
  • Apple disse estar incorporando serviço de música Beats no iOS
  • Trent Reznor fala sobre Beats Music e projeto secreto da Apple

O processo da Monster alega que a empresa com sede em Brisbane, na Califórnia, perdeu milhões como resultado do que chamou de transação 'farsa'. Noel Lee, CEO da Monster e co-autor da ação, afirma que foi persuadido a reduzir sua participação de 5% na empresa em 2012 por falta de transparência em relação ao acordo com a HTC. Lee foi mais tarde persuadido a vender sua participação restante de 1,25 por cento de volta para a Beats por US$ 5,5 milhões, segundo a denúncia, que dizia que a participação original de 5 por cento de Lee valeria mais de US$ 100 milhões após o anúncio da aquisição da Apple.

O processo, que também nomeia dois outros executivos da Beats e a HTC como réus, busca indenizações punitivas não especificadas.

A Apple se recusou a comentar o processo.

A Beats, fundada em 2008 por Dre e o executivo de longa data da indústria da música, Iovine, é conhecida por fones de ouvido hiper-hyped que os críticos descartam como sendo todo o endosso de celebridades e pouca substância. Mas a marca chamativa e as parcerias de grandes nomes ressoaram com os consumidores tradicionais, com a Beats detendo a maior fatia do mercado de fones de ouvido, apesar dos altos preços de seus produtos, que começam em cerca de US$ 99 para fones de ouvido e vão até US$ 450 para profissionais. fones de ouvido over-the-ear de alta qualidade.