Tecnologia

Não é apenas o PewDiePie - vídeos relacionados a jogos são um grande negócio

 gettyimages-150400339.jpg

Há muito dinheiro a ser ganho não apenas em videogames, mas em streaming de vídeos sobre videogames.

Os vídeos online - feitos por fãs e criadores de jogos e postados em sites como YouTube e Twitch - incluem uma variedade de gêneros. Os vídeos 'Let's Play' apresentam um jogador executando um jogo enquanto fornecem comentários e observações. Walk-throughs fornecem dicas e sugestões. As transmissões ao vivo apresentam jogadores jogando ao vivo para uma audiência. E depois há trailers simples.

Tudo somado aos grandes negócios: a SuperData, empresa de pesquisa focada no mercado de videogames, lançou um relatório Quinta-feira dizendo que esses vídeos valem US $ 3,8 bilhões em todo o mundo, com uma audiência de mais de 480 milhões de pessoas.

O número mostra o quão lucrativo esse mercado secundário - uma tangente do negócio principal de videogames - cresceu em um curto espaço de tempo. O novo mercado, que surgiu por volta de 2012, permite que jogadores populares e bons ganhem dinheiro com receita de anúncios, assinaturas, doações e patrocínios. Também oferece aos editores de jogos exposição a um público mais amplo sem a necessidade de gastar dinheiro em marketing. Os desenvolvedores também podem obter feedback sobre recursos a serem implementados ou bugs a serem corrigidos.



História relacionada

  • Estrela do YouTube PewDiePie: Eu ganho muito dinheiro. E daí?

Os clipes do YouTube com as dez principais franquias de videogames tiveram 81 bilhões de visualizações em 2014, de acordo com a SuperData. Os vídeos do YouTube com o jogo Minecraft foram os mais assistidos, com mais de 30 bilhões de visualizações. League of Legends, no entanto, obteve a maior receita digital, faturando mais de US$ 1,3 bilhão.

Os dados surgiram depois que surgiram informações sobre quanto dinheiro foi ganho no ano passado pela personalidade do YouTube Felix 'PewDiePie' Kjellberg. Conhecido por seu estilo de comédia e pelas obscenidades que solta enquanto joga, o gamer sueco faturou US$ 7,5 milhões por seus vídeos, que acumularam 9,1 bilhões de visualizações. Na terça-feira, Kjellberg postou uma resposta aos críticos que o criticaram por essencialmente ganhar dinheiro jogando videogame.

Kjellberg e outras personalidades do YouTube - ou 'YouTubers' - estão entre os criadores mais populares desses vídeos relacionados a jogos. Dos US$ 3,8 bilhões feitos no ano passado por esse tipo de estrela, US$ 2,9 bilhões vieram de receita publicitária e patrocínios. O restante veio de espectadores, por meio de doações e assinaturas de canais pagos. Os espectadores americanos de transmissões ao vivo doam uma média de US$ 4,64 por mês.

YouTube de propriedade do Google recentemente capitalizou nesta tendência apresentando seu aplicativo e site de jogos do YouTube, com lançamento previsto para este verão. A SuperData disse que, embora o YouTube atraia 72% dos espectadores, o serviço de streaming de jogos ao vivo Twitch, de propriedade da Amazon, ganha mais dinheiro.