Tecnologia

Yahoo desmembra participações no Alibaba como vendas engasgadas

A tentativa da CEO Marissa Mayer de reverter o Yahoo continua a tropeçar, mas os investidores ficaram felizes com uma coisa: a gigante da Internet tem um plano para evitar uma gigantesca conta de impostos relacionada ao seu investimento na gigante do comércio eletrônico Alibaba.

A empresa disse na terça-feira que está desmembrando sua participação restante no Alibaba como uma empresa independente chamada SpinCo. A medida ajudará o Yahoo a evitar bilhões de dólares em impostos que, de outra forma, incorreria ao vender suas ações. A Alibaba, que é a maior empresa de comércio eletrônico da China, realizou sua oferta pública inicial em setembro. Atualmente, o Yahoo detém uma participação de 15% no Alibaba, no valor de quase US$ 40 bilhões. A expectativa é de que a cisão seja concluída no quarto trimestre deste ano.

'Ficamos muito felizes em poder entregar este plano hoje', disse Mayer durante uma teleconferência na terça-feira para discutir os ganhos do Yahoo para o quarto trimestre de 2014.

As ações do Yahoo subiram mais de 7 por cento, para US$ 51,63, nas negociações após o expediente.



A cisão pode acalmar os acionistas, incluindo a investidora ativista Starboard, que critica a falta de progresso de Mayer no retorno da pioneira da Internet ao crescimento. A mudança pode dar mais tempo a Mayer. No entanto, ainda existem dúvidas sobre o futuro do Yahoo. A receita da empresa ficou aquém das estimativas dos analistas, indicando que Mayer ainda não conseguiu rejuvenescer o outrora poderoso negócio de publicidade do Yahoo e criar novos produtos atraentes.

A pressão está aumentando para que o Yahoo revitalize seus negócios de publicidade e concorra de forma mais eficaz com os rivais Google e Facebook. Quase três anos em seu mandato como CEO, Mayer ainda não encontrou uma resposta para mudar os negócios do Yahoo. A empresa disse que a publicidade gráfica, uma importante métrica financeira, caiu 5 por cento em relação ao ano passado. Em 2014, o Yahoo caiu abaixo da Microsoft para se tornar o quarto lugar no mercado global de publicidade digital, com 2,3% de participação de mercado. Google e Facebook lideram o grupo, de acordo com a empresa de pesquisa eMarketer.

As vendas do quarto trimestre, excluindo os custos de aquisição de tráfego, foram de US$ 1,18 bilhão e o lucro, menos alguns custos, foi de 30 centavos por ação. Analistas estimaram US$ 1,19 bilhão em receita e lucro de 29 centavos por ação.

Yahoo continua tentando

Um ponto positivo para a empresa foi o desempenho móvel. O Yahoo disse que obteve US$ 254 milhões em receita com anúncios para celular, um aumento de 23% em relação ao trimestre anterior, quando a empresa começou a divulgar o número. Mayer disse que a estratégia antes de assumir a empresa em 2012 era 'confusa'.

O Yahoo fez vários movimentos recentes para impulsionar sua publicidade. A empresa comprou em agosto a Flurry, uma plataforma de análise móvel. No início deste mês, o Yahoo supostamente reestruturou sua equipe de publicidade para colocar Prashant Fuloria, diretor de produtos da Flurry, no comando do grupo. Em outubro, o Yahoo contratou a ex-executiva de vendas da Amazon, Lisa Utzschneider, para chefiar sua organização de vendas nas Américas. E em novembro o Yahoo adquiriu a Brightroll por US$ 640 milhões - a segunda maior aquisição de Mayer até hoje, depois de sua compra da plataforma de blogs Tumblr por US$ 1,1 bilhão em 2013. Com a Brightroll, os clientes do Yahoo podem comprar anúncios em vídeo com mais facilidade.

Histórias relacionadas

  • Firefox despeja Google para buscas e assina com Yahoo
  • Reavivamento de 'Community' do Yahoo estreia em 17 de março
  • Alguns fotógrafos se irritam com a venda de fotos do Flickr

Mayer comprou mais de 40 empresas desde que se tornou CEO em julho de 2012. Muitos investidores questionam a aquisição do Tumblr, não convencidos do valor que o Yahoo ganha com o site de blogs. A empresa anunciou na semana passada uma nova iniciativa chamada Creatrs, que une artistas e marcas no Tumblr para criar anúncios online. Na terça-feira, a empresa disse que a audiência do Tumblr - que inclui tanto os pôsteres quanto os leitores de blogs - subiu para 460 milhões, 9% a mais que no trimestre anterior.

O Yahoo também fez outras grandes apostas durante o trimestre. A empresa anunciou em novembro uma grande parceria com a Mozilla, fabricante do popular navegador Firefox, para se tornar o mecanismo de busca padrão no Firefox. A medida ajudou o Yahoo a conquistar quase 2 pontos percentuais de participação no mercado de buscas em dezembro.

Mayer disse que a busca seria uma área importante de crescimento para a empresa. 'Nós pretendemos manter assim', disse ela. 'Esta é uma oportunidade significativa.'